Escola Classe Sargento Lima

Só mais um blog do Terra Blog

11

de

junho

Nossa Proposta Pedagógica

Nossa Nissão

Diante das transformações econômicas, sociais, políticas e tecnológicas ocorridas de forma acelerada no mundo, a educação deve ser prioridade real para a formação de pessoas (cidadãos) e da sociedade para a compreensão da complexidade do mundo moderno.
Dentro desta perspectiva, respeitando a inter-relação da instituição educacional com a ampla rede de instituições sociais que a circunda, compete à educação acompanhar o desenvolvimento do país a se adequar a suas exigências, preparando o aluno para a vida, de forma a integrá-lo à cultura, ao trabalho, à família, à construção das identidades e a inúmeros outros tempos e espaços de socialização.
Participar na construção de uma sociedade mais justa, mais igualitária é a primeira e fundamental Missão da Escola Pública. É nela, no qual parte da população tem acesso ao mundo do conhecimento organizado, como espaço de reflexão-ação-reflexão e de transformação social. Sua atuação dinâmica e contínua na construção e na reconstrução dos conhecimentos articula o processo natural de desenvolvimento das pessoas e do seu meio Isso significa um olhar mais crítico, participativo e consciente em meio à sociedade atual.

Objetivos institucionais

• Integrar os alunos e promover a educação do indivíduo como um todo, respeitando e valorizando o seu potencial;
• Desenvolver as expectativas de aprendizagem em cada série, essenciais para a formação de cidadãos críticos, participativos, dinâmicos, criativos e autônomos, implícitos nas Diretrizes Curriculares do DF 2009.
• Propiciar uma participação efetiva dos pais e da comunidade nas atividades escolares;
• Buscar a melhoria do processo ensino-aprendizagem promovendo ações inovadoras e estimulantes;
• Elevar continuamente o desempenho pedagógico dos alunos no prazo legalmente estabelecido;
• Realizar, no início do ano letivo, reunião com os pais, alunos e mestres e demais funcionários com intuito dos mesmos tomarem conhecimentos das normas que regem o estabelecimento escolar (Regimento Escolar das Escolas Públicas do DF), bem como normas internas desta U.E.;
• Melhorar o ensino-aprendizagem através do trabalho integrado (escola-comunidade), tornando a escola democrática e envolvendo todos os segmentos existentes nesta UE;
• Fazer um trabalho contínuo de conscientização sobre a importância da manutenção da limpeza de higiene da escola e saber utilizar adequadamente os utensílios evitando estragos e desperdícios (organização do espaço em sala de aula, na hora do lanche, economia de água; etc);
• Identificar crianças com dificuldades de aprendizagem e buscar junto aos órgãos competentes os recursos necessários para sanar ou minimizar essas dificuldades (agentes de saúde para exames oftalmológicos e odontológicos junto a Secretaria de Saúde e/ou Marinha do Brasil);
• Organizar a biblioteca para que os alunos possam usufruir momentos prazerosos de leitura com responsável (profissional capacitado, ou na falta deste, professor indicado para este fim), de modo a dinamizar a biblioteca atendendo ao aluno por meio de empréstimos de livros de maneira a incentivar a leitura (a partir da 2ª série, leitura em ambiente escolar de 1º e 2º anos);
• Realizar eventos que valorizem manifestações artísticas e culturais dos alunos;
• Enfatizar, nas metodologias aplicadas pelos professores, os aspectos interventivos que favoreçam a interdisciplinaridade e a transversabilidade;
• Trabalhar projetos interventivos que flexibilizem o uso de diversos tipos de estratégias pedagógicas e tempos/escolares;
• Possibilitar a aquisição de hábitos necessários ao bem estar dos alunos estimulando a formação de atitudes de aceitação, de responsabilidade respeitando limites e ritmos;
• Viabilizar a criação de espaços destinados a atividades pedagógicas;
• Desenvolver o projeto agro-floresta: cerrado sustentável, para aperfeiçoar os estudos na disciplina de Ciências de maneira consciente, para que dessa forma se reconheçam como integrante do meio ambiente, preservem-no e valorize-o;
• Promover a inclusão cientifica e tecnológica através de estudos investigativos por meio do Programa Ciência em Foco;
• Atingir o percentual de 0% de evasão escolar.
• Garantir o aumento da aprendizagem dos temas gerais do currículo (disciplinas do núcleo comum) acima de 80%;
• Reduzir ou manter o índice geral de repetência da UE em 5%, em relação ao ano de 2008;
• Oferecer condições para que os professores planejem e executem os Projetos Interventivos em Séries Finais (5ª e 6ª série), por meio de substituições realizadas no horário regular de aula de forma a auxiliar alunos com dificuldade de aprendizagem e/ou em defasagem idade-série, além de completar a carga horária residual dos mesmos (Matemática e Língua Portuguesa);
• Subsidiar planejamento e implementação, junto aos professores de séries inicias, de Projeto Interventivo com os alunos em defasagem idade/série e/ou com dificuldade de aprendizagem, de modo a melhorar o desempenho escolar durante o ano letivo;
• Realizar reagrupamento interclasse entre turmas de 1º ano a 2ª série (no turno vespertino) no horário regular para favorecer trabalho mais sistematizado junto às dificuldades de aprendizagem evidenciadas em teste da psicogênese de modo a amenizá-las e/ou saná-las;
• Promover uma melhor integração social de maneira a levar os alunos a tornarem-se cidadãos mais críticos e reflexivos, levando-os a uma melhor vida em sociedade (visitas, trabalhos voluntários monitorados, etc);
• Sensibilizar/orientar a família dos alunos, sobre a responsabilidade de sua participação na vida escolar dos filhos para o êxito do processo ensino-aprendizagem, por meio de reuniões coletivas e/ou individuais com a Direção e auxílio do SOE (Serviço de Orientação Educacional);
• Usar a avaliação, como um meio para se rever e implementar novas ações e não apenas como um fim (avaliação qualitativa e quantitativa);
• Valorizar a auto-estima dos educandos e educadores através de atividades diversificadas (dinâmicas, trabalho de grupo, pesquisas de campo, passeios monitorados, etc);
• Possibilitar e valorizar a expressão oral e escrita através do incentivo ao hábito de leitura;
• Praticar ações que atendam a Lei. 10.639/03 e 11.645/08 que torna obrigatório o trabalho voltado para o estudo das influências das culturas africanas na formação do povo brasileiro, a fim de que à comunidade discente e docente possam compreender a lógica do pensamento e do viver negro, com a descontrução de estereótipos e valorização de sua cultura e de seu.
• Propiciar pesquisas que levem a comunidade escolar a reconhecer e valorizar as influências africanas nos costumes, rituais de celebração, linguagens, vestimentas, penteados, temperos, canções, danças, conhecimento científico (no campo da agricultura, da metalurgia, da pesca etc.) na cultura brasileira, por meio de atividades em sala de aula e feiras culturais.
• Desenvolver ações que elevem a reafirmação da identidade dos afro-brasileiro e pela dignidade de todos que a sociedade marginaliza.
• Praticar as ações disponibilizadas no Regimento Escolar das Escolas Públicas do DF, em especial a exposta no Cap. VI, seção I (corpo docente) art. 36 ao 38 e seção II (corpo discente) art. 40 ao 45 e Normas Internas desta U.E, baseado no regimento citado;

21

de

maio

Bem vindos!

Este espaço é para divulgar informações sobre a Escola Classe Sargento Lima a toda a comunidade escolar.

Proposa Pedagógica

Comunicados

Eventos

Destaques

Passeios

Etc.

Você participante, também pode contribuir deixando perguntas e comentários sobre nosso trabalho.

Atenciosamente

A Direção

Report abuse Close
Am I a spambot? yes definately
http://escolasargentolima.blog.terra.com.br
 
 
 
Thank you Close

Sua denúncia foi enviada.

Em breve estaremos processando seu chamado para tomar as providências necessárias. Esperamos que continue aproveitando o servio e siga participando do Terra Blog.